.

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Monteiro recebe terceira etapa do Encontro de Sanfoneiros promovido pela Universidade Estadual da Paraíba




O Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos teve como sede a cidade de Monteiro, na última sexta-feira (25). A terceira etapa do evento teve uma grande adesão no município, contando com a população em geral e mobilizando, também, a comunidade acadêmica do Câmpus VI. A iniciativa estava inserida na 9ª Mostra de Teatro e Dança do Cariri – Raniel Quintans, promovida pela Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal, que apoiou o Encontro, igualmente.

As práticas começaram de manhã no Teatro Jansen Filho. O Encontro foi aberto pelo pró-reitor de Cultura, Cristóvão de Andrade; pela prefeita de Monteiro, Anna Lorena; pela secretária de Cultura, Christiane Sinésio Leal; pelo diretor do Câmpus VI, Adeilson da Silva Tavares; e pelo diretor do Teatro, César Lima. Em sua fala, Andrade enfatizou a importância da cidade para a produção da Paraíba, salientando o trabalho de artistas como o poeta popular Pinto do Monteiro, Dejinha e Flávio José.


“Muito nos orgulha estar aqui hoje, trazendo mais um Encontro a essa terra tão ilustre. É nosso desejo dar a nossa contribuição para homenagear todos aqueles que estão empenhados em fazer reluzir as nossas raízes e fortalecê-las”, destacou. A prefeita asseverou a importância da atividade, tendo em vista o quanto é relevante o ofício daqueles que se dedicam a salvaguardar a cultura nordestina. Já Adeilson da Silva externou sua satisfação pelo Encontro passar mais uma vez pelo Campus, alinhando-se à proposta de honrar com a arte genuinamente paraibana.

Na programação matutina constaram diversas apresentações do Grupo de Tradições Populares Acauã da Serra e do Trio do Acauã. Em seguida, houve exibições do poeta Neto Ferreira e do cantor e radialista Massilon Gonzaga. Finalizando o evento no Teatro, o pesquisador Xico Nóbrega procedeu com uma palestra acerca de Jackson do Pandeiro. Na plateia, dezenas de alunos da rede municipal de ensino. No período da tarde, o Encontro ocorreu no auditório do Câmpus VI e foi recepcionado pela coordenadora local, a professora Dalila Gomes da Silva, coordenadora do Núcleo de Arte e Cultura Zabé da Loca, oriundo do Centro de Ciências Humanas e Exatas (CCHE).


Três oficinas foram ofertadas na oportunidade: de pandeiro, com o professor de percussão do Centro Artístico Cultural da UEPB, Erivan Ferreira, de Dança, com o professor de Dança de Salão do CAC e coreógrafo do Acauã da Serra, Roberto Almeida e de sanfona, com João Calixto, João Batista (também docente do Centro Artístico) e o professor de sanfona do CCHE, Claudinho de Monteiro. Entre as atrações ainda figuraram Lua Alves, com voz e violão, as poetisas Tatiane Oliveira e Thaynnara Queiroz, que presentearam o público com várias declamações, o professor de Filarmônica do CAC, Bruno Giovanni, e Paulinho Sales.

O Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos é realizado pela Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da UEPB. Para o mês de novembro, as datas agendadas são 06 (Guarabira), 19 (João Pessoa), 22 (Catolé do Rocha) e 27 (Patos).


Oficinas
Entre as inscritas na Oficina de Danças Populares estava a estudante Jéssica Alane de Sousa, de 16 anos. Natural de Monteiro, ela explicou que ficou sabendo do evento através de uma amiga. “Foi bem interessante porque gosto muito de dançar, mas é a primeira vez que faço isso em uma aula mesmo, com professor e tudo. Também é a primeira vez que visito a Universidade, foi muito válido”, afirmou.

Um dos alunos do Curso de Sanfona do Núcleo de Cultura Zabé da Loca da UEPB, José Arthur Gaspar Ribeiro, 11, mostrou toda sua desenvoltura, desfiando na sanfona grandes sucessos de Luiz Gonzaga. Natural de Garanhuns (PE), Arthur almeja seguir a profissão e continuar se aprimorando no curso ofertado pelo Núcleo de Arte e Cultura Zabé da Loca.

Informações: http://www.uepb.edu.br
Fotos: Hugo Tabosa, Asley Ravel, Uirá Agra e Alberto Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário