.

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

“Pobre País !”





Aturdido e não resignado, acompanhei, como centenas de milhares de brasileiros, parte do vergonhoso espetáculo proporcionado pelo Supremo Tribunal Federal, quando no último dia (07), confirmou o que todos já sabíamos: derrubou a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, alterando o que o próprio STF, já havia aprovado em 2016. E essa alteração, não foi “para beneficiar Zé nem tampouco Biu”, mas sim, descaradamente, para beneficiar o ex-presidente Lula e outros figurões que frequentam gabinetes acarpetados de Brasília.

Na sua primeira fala, quando deixou a cadeia em Curitiba, o agora ex-presidiário referiu-se á “canalhice do lado podre do Estado brasileiro”, pois é, justamente, o que a imensa maioria do povo pensa do nosso vergonhoso STF.

O Congresso, onde ressoam as necessidades e o clamor do povo, poderia, desde Fevereiro deste ano, ter resolvido essa questão, mas é covarde e como tal, encontra-se acuado pelo “lado podre do Estado”.

Agora, com Lula solto, mesmo provisoriamente, a classe artística, que tanto mamou nas tetas do Governo, vai se mobilizar, juntamente com os devotos da seita petista, e ajudados pelo destempero verbal do Presidente, provocarão (ou tentarão provocar, é só aguardar!), manifestações para desestabilizar o Governo, a começar pelo boicote aos projetos de transformações apresentados pelo lúcido Ministro Paulo Guedes, isso sem falar numa das grandes prioridades dos quadrilheiros: acabar com a Lei da Ficha Limpa.

Pobre Nação, chamada Brasil!

Por Zé Minhoca.



Nenhum comentário:

Postar um comentário