.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

FEVEREIRO ROXO: É a vez de falarmos sobre Lúpus, Fibromialgia e Mal de Alzheimer



Você já deve ter visto diversas campanhas que unem os meses a diversas cores, elas servem para alertar as pessoas para algumas doenças, geralmente com informações, e em muitos casos, até oferecendo consultas e exames. A informação que leva à prevenção é sempre a melhor maneira de enfrentar uma patologia, contudo, quando não possível, o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura.

Em Fevereiro a cor é roxa e alerta para o Lúpus, a Fibromialgia e o Mal de Alzheimer. A iniciativa, apoiada pela UPAE Garanhuns, visa conscientizar a população para a importância do diagnóstico precoce e correto. As doenças desta campanha são distintas, e em comum têm o fato de serem patologias que não possuem cura. Por isto falamos tanto em diagnóstico precoce, para iniciar o quanto antes o tratamento e oferecer ao paciente melhor qualidade de vida.


Vamos saber um pouco de cada uma?

LÚPUS - O Lúpus Eritematoso Sistêmico é uma doença autoimune, ou seja, ocorre quando o próprio sistema imunológico de uma pessoa passa a atacar órgãos e tecidos do corpo (como se eles fossem invasores externos). Elas são crônicas, porém o tratamento adequado pode manter o Lúpus sob controle e reduzir os sintomas. Selena Gomez e Lady Gaga têm Lúpus.  O Lúpus Discóide é uma versão um pouco mais branda da doença, que afeta somente a pele. Seu principal sintoma é o surgimento de uma lesão avermelhada no rosto, na nuca e no couro cabeludo.

FIBROMIALGIA - Síndrome ainda pouco conhecida, cujos principais sintomas são: Dor generalizada; fadiga; dificuldades cognitivas (problemas de concentração, perda de memória etc); formigamento nas extremidades do corpo (mãos e pés). Como estes sinais são relativamente comuns, acredita-se que a doença seja subnotificada. A pessoa afetada também sofre com problemas de sono, como insônia e apneia, muitas vezes apresentando quadros de depressão. A maioria dos portadores é composta por mulheres entre 30 e 60 anos de idade, mas a síndrome pode surgir mais cedo, inclusive na infância e na adolescência. Sabe-se que há fatores genéticos envolvidos, ou seja, quem tem um familiar com Fibromialgia é mais propenso a apresentar a doença.

MAL DE ALZHEIMER - Doença neurodegenerativa progressiva que se manifesta apresentando deterioração cognitiva e da memória de curto prazo e uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e de alterações comportamentais que se agravam ao longo do tempo. Os cuidados dedicados às pessoas com Alzheimer devem ocorrer em tempo integral. A causa ainda é desconhecida, mas acredita-se que seja geneticamente determinada. A Doença de Alzheimer é a forma mais comum de demência neurodegenerativa em pessoas de idade, sendo responsável por mais da metade dos casos de demência nessa população.  


Com informações do Ministério da Saúde e do site Boa Consulta.


Para saber mais:
UPAE Prof. Antônio Simão dos Santos Figueira
Rodovia BR 423 km 96,8 - Magano - Garanhuns - PE
Coordenação Geral: Dr. Gustavo Amorim
Fone: (87) 3764.9000

Nenhum comentário:

Postar um comentário