.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Ações em prol das pessoas em situação de rua e de famílias em vulnerabilidade social são desenvolvidas, em Santa Cruz do Capibaribe



Tendo como alvo de atendimento as pessoas em situação de rua e famílias em vulnerabilidade social, a deputada estadual Alessandra Vieira (PSDB) junto com a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe e a secretaria de Governo e Desenvolvimento Social, solicita a colaboração e o serviço voluntário da população para esta campanha que visa a retirada dessas pessoas da rua e do possível contato com o Coronavirus.

A participação na campanha poderá acontecer de duas formas. A primeira é a doação de alimentos, itens de limpeza, higiene pessoal e de cama; e a segunda, é a disponibilização de ser voluntário em algum dos turnos de atendimento ao público e as pessoas assistidas pela campanha. “Neste momento tão difícil, nós precisamos da ajuda de todos, em prol daqueles que nem uma casa para ficar obrigado dispõe e também daqueles que não tem renda fixa, a exemplos das famílias que vivem do trabalho prestado em dias de feira,” pontua Alessandra Vieira.

As doações podem ser realizadas na secretária de Governo e Desenvolvimento Social, situada na Avenida Padre Zuzinha, 178, Centro, entre segunda e sexta-feira, das 8h às 18h. As inscrições para ser voluntário podem ser realizadas através do contato (81) 9.9249-2108 e no ato deve ser informado o nome completo, endereço, CPF, idade e o curso que tenha realizado. Esses dados são importantes para que todos os voluntários possam atuar o mais próximo possível de suas áreas de formação profissional.

De acordo com o secretário de Governo e Desenvolvimento Social, Ivanilson Feitosa, após o cadastro e divisão dos grupos de trabalho, os voluntários serão acompanhados diariamente pela secretaria, inclusive em ações externas, como o recolhimento de doações à domicílio, mediante o contato prévio do doador com a secretaria ou pelo WhatsApp da campanha.

Para as pessoas em situação de rua, a iniciativa visa acolhe-las nas dependências da Escola Ivone Gonçalves de Araújo (antigo Cenecista) e fornecer o apoio necessário para mantê-las abrigadas durante esse período de quarentena. Já para as famílias em vulnerabilidade social, planeja-se a distribuição de cestas básicas. Ambas as ações, seguirão o protocolo de prevenção ao contágio social e o número de voluntários trabalhando obedecerá um rodízio, por turno; e será apenas o necessário para manter o fluxo de atendimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário