.

quinta-feira, 4 de março de 2021

Moda Center solicita da Secretaria de Infraestrutura de Pernambuco providências quanto às retenções no trânsito em frente ao centro de compras



Em reunião realizada na última segunda-feira (1º), com a secretária de Infraestrutura de Pernambuco, Fernandha Batista, o síndico do Moda Center Santa Cruz, José Gomes Filho (Menininho), solicitou que adequações sejam realizadas na PE-160, mais precisamente no km 12.

 

Segundo o síndico, a preocupação baseia-se no travamento do trânsito com possíveis acidentes e panes nos veículos no referido trecho que vem enfrentando grandes transtornos devido à retirada do retorno viário que havia próximo ao Moda Center e, mais recentemente, com a extinção da única entrada que havia para os veículos pegarem a PE-160 em frente ao parque.

 

A extinção da entrada deu lugar à criação de uma via extra para dar acesso a um supermercado. Aliada à falta de fiscalização, a via, que é muito estreita para o grande fluxo de veículos, conta com estacionamento irregular de veículos pesados que abastecem o supermercado, além de pontos de transporte alternativo de passageiros, o que tem aumentado significativamente a retenção.

 

“O que está ruim pode piorar se não intervirmos em tempo, já que, em breve, teremos uma nova alta temporada de vendas a partir de maio e essas alterações que estão aí, com certeza, vão causar uma retenção ainda maior do que a que já existe, o que pode causar muitos prejuízos para aqueles que dependem da comercialização no do Moda Center”, disse José Gomes.

 

O síndico também aproveitou a reunião para falar sobre o projeto enviado pelo Moda Center ao Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE), que visa criar novas aberturas na área frontal para entrada e saída de veículos do centro de compras.

 

“Sendo esse projeto aprovado, melhoraremos em 50% o fluxo de veículos no interior do Moda Center. Temos que pensar o empreendimento vinte ou trinta anos à frente, pois o número de clientes aumenta a cada ano”, concluiu.

 

A secretária pediu um prazo para análise do problema e estudo de soluções.

“Vou pedir para um dos nossos engenheiros de tráfego fazer um projeto, apresentando uma solução para o problema e diluir esse fluxo. Trataremos essa questão de mobilidade com representantes dos empreendimentos às margens da rodovia. Me deem 10 dias que retorno com uma solução satisfatória, pois temos resolvido problemas semelhantes de forma rápida e barata”, comentou Fernandha.

 

A reunião foi intermediada pelo deputado federal André Di Paula (PSD). Também participaram o subsíndico José Mariano Brito, o empresário Allan Carneiro e vereadores de Santa Cruz do Capibaribe.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário