.

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Natal Encantado: Prefeitura de Santa Cruz irá realizar maior natal do Agreste Setentrional

 



Festividades iniciam no próximo dia 28 de novembro e a expectativa é que as vendas do comércio local aumentem em até 20%.

 



Santa Cruz do Capibaribe já está se preparando para vivenciar um natal marcante. Pela primeira vez na história do município, as ruas e avenidas da cidade serão tomadas pelo espírito natalino, com uma estrutura grandiosa para atrair turistas de todo o estado. Na última quinta-feira (18), a prefeitura de Santa Cruz realizou o lançamento das festividades natalinas do município, intituladas de Natal Encantado. A programação vai do dia 28 de novembro até 6 de janeiro. 

 


Repleto de tecnologia, a estrutura apresentada pela organização promete surpreender os munícipes e visitantes. Com uma vasta programação, que será anunciada nos próximos dias, as avenidas 29 de Dezembro e Padre Zuzinha serão palco para apresentações teatrais, musicais, cinema, além de uma vila gastronômica e a vila do Papai Noel. A organização também informou que haverá uma árvore gigante de 17 metros e o desfile do Papai Noel, que irá encantar os visitantes.  A PE-160 também receberá iluminação decorativa.

 

“Queremos fazer um evento, que vai durar 40 dias, para a família. Nosso intuito também é recuperar o orgulho do nosso povo, para que eles possam sentir e saber que nossa cidade tem potencial e tem muita coisa para oferecer. Também é importante que possamos preservar o nosso lado criança dessa época e não esquecer o real significado do Natal. Será algo que ficará marcado na história da nossa cidade”, afirmou o prefeito Fábio Aragão.


 

Retomada da Economia

 

O investimento, por parte da prefeitura, será de aproximadamente um milhão de reais e a expectativa é que tenha um retorno 5 ou 6 vezes maior do que foi investido. Através da parceria com a CDL, o comércio será envolvido, aquecendo a economia após um período difícil. Segundo a CDL, a expectativa é que gere um incremento de até 20% na economia do período festivo, que vão além das vendas do Moda Center e Calçadão Miguel Arraes.






Um comentário: