.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

Há 4 anos Toritama desativou o lixão municipal

O prefeito Edilson Tavares durante a oficialização da desativação do lixão de Toritama


 

Toritama foi a primeira cidade do Agreste Setentrional a desativar o seu lixão.

 


Há quatro anos Toritama viveu um momento histórico e de destaque entre os municípios de Pernambuco ao desativar o lixão municipal. Era 22 de dezembro de 2017, o primeiro ano de mandato do Prefeito Edilson Tavares, quando, autoridades e a população comemoraram em uma cerimônia feita no local do lixão, às margens da BR-104, o ato oficial de desativação e o início da destinação dos resíduos do município para um aterro sanitário licenciado pelos órgãos ambientais.

 

De acordo com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, em 2017, Toritama despejava no local até 900 toneladas de lixo por mês. Acumulado a céu aberto, o lixo gerou grandes impactos ambientais. A fumaça, por exemplo, prejudicava a saúde de moradores a quilômetros de distância e provocou acidentes de trânsito, por comprometer a visibilidade na BR-104. Os moradores do Sítio Mangas e da Serra do Costa eram os mais afetados pela fumaça, mal cheiro e pragas de insetos. Os catadores foram cadastrados, incluídos nos Programas Bolsa Família e da Cesta Básica do município.


Lixão de Toritama no ano de 2017


Atualmente, Toritama descarta de forma ambientalmente adequada até 1.500 toneladas de resíduos por mês, no aterro sanitário CTR Caruaru, que fica localizado próximo ao distrito Rafael do município de Caruaru.

 

Com a desativação do lixão, Toritama passou a receber cerca de R$ 20.000,00 mensais através do ICMS Sócio Ambiental. 

 

Situação atual do local onde funcionou o lixão de Toritama



A desativação do lixão de Toritama foi referência no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos e estimulou outros municípios do Agreste Setentrional a também desativarem seus lixões.

 

 


Prefeitura de Toritama - Assessoria de Comunicação

 


Um comentário: